Poses – Os Segredos Para Criar as Melhores!

 

Posar e dirigir pessoas pode ser um dos maiores desafios do fotógrafo moderno. O fotógrafo Klarck Lansing separou suas melhores dicas para guiar você nesta construção!

A extensa maioria dos fotógrafos de casamentos não trabalha com modelos ou atores/atrizes profissionais. Para muitos, é a primeira vez que está sendo fotografado por um profissional. Por isso, é mais do que normal estas pessoas ficarem nervosas ou apreensivas diante de uma câmera.

Confesso que eu mesmo já tive a sensação de que minha câmera tenha sido um desconforto para uma daminha em um casamento! Para muitos, pode ser amedrontador!

Mas, com uma direção despojada e informal, combinada com as técnicas corretas de posicionamento corporal, podemos capturar poses incríveis em poucos segundos. Separei as melhores dicas que eu uso aqui no Estúdio Lansing .

 

Como Criar Poses Fortes

KLARCK, FOTOGRAFIA, WEDDING, CASAMENTO, NOIVAS, LOVE

#1 – Nariz em forma de “X”

Estou bem acostumado a ver em cenas de abraços, ou até mesmo quando os noivos juntam testa com testa, os narizes de ambos apontando para o mesmo lado.

Minha dica é: narizes sempre se cruzando. Imagine que a ponta do nariz da noiva é uma seta, e a ponta do nariz do noivo é outra seta. Pergunte-se: as duas setas se cruzam?

KLARCK, FOTOGRAFIA, POSES, CASAMENTO, NOIVAS, LOVE

Quando não, geralmente algum erro temos em nossa pose, e muitas vezes não conseguimos detectar.

KLARCK, FOTOGRAFIA, POSES, CASAMENTO, NOIVAS, LOVE

#2 – Postura em S

A geração do século 21 é marcada pela péssima postura. Horas em frente ao computador, finais de semana atirados no sofá vendo Netflix e pouca prática de atividades físicas tem transformado a sociedade no geral em seres humanos sem boa postura.

Uma postura correta, além de deixar mais magro e mais alto, gera uma sensação de autoconfiança e autoestima.

 

Acho que você também pode gostar:

A melhor maneira de fazer isso é transformando nossa coluna em um “S” – tórax para frente, estômago retraído, quadris para trás.

Esticar a coluna desse jeito vai transformar a mulher numa silhueta mais feminina e transformar o homem num desenho mais encorpado.

KLARCK, FOTOGRAFIA, POSES, CASAMENTO, NOIVAS, LOVE

#3 – Mãos Dadas

Nos meus cursos e workshops, eu sempre falo da “pose dos tentáculos”. Isso é, quando o casal dá as mãos e cruza os dedos. A impressão que temos, a primeira vista, é uma mão estranha com 10 dedos.

Claro que muitos nem percebem, mas, esteticamente falando, quando o casal dá as mãos sem cruzar os dedos fica mais elegante e até mais romântico.

#4 – Atenção a nuca!

Uma parte da pose muito ignorada é aquela que quase não aparece, a nuca. Minha dica é: estique o máximo possível a nuca. Com isso, além de ganhar altura, vai ganhar postura e até dar um efeito de mais magro.

Outra coisa importante é, ao esticar a nuca, baixar o máximo possível o ombro.Teste essa dica em frente ao espelho com você mesmo, e vai entender o que estou falando!

KLARCK, FOTOGRAFIA, POSES, CASAMENTO, NOIVAS, LOVE

#5 – Ombros

Essa dica é bem fácil e mesmo assim traz um resultado surpreendente. Para dar um ar mais despojado e elegante a sua fotografia, aproxime mais um dos ombros à câmera do que o outro.

 

 

[mc4wp_form id=”1058″]

 

 

#6 – Ângulo

Atente para que, conforme for o seu ângulo e a pose criada, o rosto dos modelos sejam sempre a parte mais próxima a lente. Por exemplo, numa pose que o casal está sentado, seria fácil que os joelhos, as pernas ou até mesmo os braços fiquem mais próximos da câmera – e consecutivamente pareçam proporcionalmente maiores que a cabeça.

O contrário também é verdade: uma cabeça muito mais perto da lente que o resto do corpo vai dar um efeito “boneco de caminhão”.

Em poses sentados, suba o seu ângulo como fotógrafo. Se optar por uma composição que o ângulo seja inferior (isto é, de baixo para cima), peça para o casal cair levemente para o lado: assim seu corpo vai ficar paralelo com a câmera.

Veja abaixo uma foto que eu NÃO FIZ ISSO e como as mãos, os braços e o corpo parecem desproporcionais:

KLARCK, FOTOGRAFIA, POSES, CASAMENTO, NOIVAS, LOVE

Apesar deste “erro”, eu gosto muito desta imagem!

Eu escrevi esse texto para ser publicado no Blog Wedding Brasil, se desejar poderá ver clicando aqui!

E aí, já conhecia estas técnicas? Comente o que achou!

Pessoas! A Melhor Composição para fotos!

Melhor que malabarismos fotográficos, é uma foto que transmita o real sentimento de amor e carinho daqueles que estão do outro lado da lente. Entenda como construo esse processo! (e um pouquinho sobre poses)

Quando iniciei a fotografar, estudei muito sobre as composições. Li muito sobre linhas – aprendi que as linhas horizontais transmitem serenidade, que linha diagonais são dinâmicas e que as linhas verticais são humanizadas. Estudei muito sobre o significado das cores, e como aplicar isso no design e na fotografia. Quando saía para fotografar, procurava linhas, padrões, texturas, cores e contrastes para fazer uma foto incrível. E é verdade que é possível fazer boas fotos com essas “regras” de composição.

[mc4wp_form id=”1058″]

Pessoas como a melhor composição de todas!

 

Minha transformação:

Mas hoje eu vejo que nada vale tudo isso sem uma boa pose, e nada vale uma boa pose sem uma boa conexão. Por isso que digo, a minha melhor composição são as pessoas. Tento procurar um plano neutro em minha fotografia – algo que valorize as pessoas. Procuro orientar o casal a usar roupas neutras – para valorizar eles. Maquiagem? Neutra. Acessórios? Neutros. Quanto menos, melhor. Quero que eles sejam o centro das atenções.

Noivos românticos se abraçando

Uma produção muito complexa, eu deixo para os editoriais de moda. Lógico que precisamos fazer fotos criativas, ou não seremos profissionais. Mas, para tudo é preciso um equilíbrio. Retratos formais e protocolares são importantes também – mas muitas vezes desvalorizados.

Veja esta comparação:  numa refeição, geralmente temos como elemento principal a carne. E temos os acompanhamentos: feijão, arroz, saladas, entre outros. Apenas a carne, por mais saborosa, vai nos dar a sensação de falta. Por outro lado, apenas os acompanhamentos vai parecer algo raso. Da mesma forma a nossa fotografia. Fotojornalismo, criatividade, entre outros são a nossa carne: tem que ser o nosso carro chefe. Mas isso não pode, jamais, sufocar nosso elemento principal: as pessoas! E, os retratos formais, por mais simples que sejam, são tão essenciais quanto o feijão com arroz.

 

 

Continue no Site:

 

 

Então, como compor poses?

Eu evito poses que detraiam a atenção. Por exemplo, abraços muito complexos ou mãos dadas com os dedos cruzados (acho que fica parecendo uma bola com 10 dedos).

Um abraço simples e um aconchego delicado, valoriza muito mais o casal. Por exemplo, não adianta pedir para uma pessoa que nunca sentou com as pernas cruzadas fazer isso para a foto. A pose vai sair estranha, pois não é habitual para aquela pessoa.

Mais importante ainda, o ângulo da foto. Ângulos muito baixo fazem o tórax ou as mãos ocuparem uma porcentagem maior da imagem que o rosto – não acho isso legal. Fotografar muito de baixo faz o queixo parecer maior que a testa. Sem contar que muitas fotos ainda é possível enxergar dentro do nariz da pessoa, o que é imperceptível para muitos – mas convenhamos: não, né? É verdade que se formos muito longe para fazer a foto, vai ficar muito anônima – mas muito perto também traz um ar de desconforto para o telespectador.

Assista aqui algumas poses que você pode usar

Noivos no sreu prér wedding felizes.

Mensagem final:

Mas nada vale toda essa técnica bem aplicada sem uma conexão real. Tento deixar o casal a vontade, relaxado e “vulnerável”. Se eles tem medo de você, de seu flash ou de sua câmera, acredite: isso vai transparecer na foto! Assim que eles estão confortáveis, eu converso e clico; clico e converso. São varias tentativas, mas tudo bem, só preciso de um acerto (naquela cena). Evito fotografar e olhar. Isso faço no estúdio. Evito fotografar e sair – às vezes vou ganhar 2 ou 3 minutos, mas vou perder algum detalhe que pode ser crucial.

Menos técnica e mais coração; esse tem sido o meu lema! Pessoas a frente de paisagens e roupas, sempre!

Comente qual é o seu lema!

Preto e Branco ou Foto Colorida?

Saiba como definir na hora de editar suas fotos se você vai escolher preto e branco ou colorido.

Em geral, nos grupos de fotografia do Facebook, a pergunta que mais surge é essa: Qual escolho: preto e branco ou colorido?

 

Na verdade, responder isso é muito difícil. É quase impossível ter unanimidade. No começo eu ia no bom e velho “achômetro”, mas por observar outros fotógrafos, meu estilo de fotografar, minha linguagem e filosofia, comecei a planejar melhor.

 

Por minha natureza, eu sou uma pessoa muito de “porquês”.
Acredito que tudo tem que ter uma razão, que pode ser factual –
verdade absoluta (1+1 é 2. Ponto final, não tem discussão)
ou pode ser conceitual (velha história –um copo de água
pela metade está meio cheio ou meio vazio?).

 

Então comecei a criar as minhas verdades absolutas e os meus conceitos. Criei um conceito para decidir se uma foto vai ser colorida ou não, nem sempre sigo ele as riscas, mas é o que me ajuda a decidir. Antes de falar sobre estes conceitos, duas coisas que gostaria de mencionar: fotografo em RAW com modo de utilizador P&B com contraste no máximo e todos os meus P&B tem a “mesma configuração”, mesma escala de cinzas, mesma gama de branco e pretos, mesma profundidade de pretos, etc. Isso me ajuda a imaginar e entender melhor as cores e a luz.

Vamos as dicas:

 

1. “Quando você fotografa colorido, você fotografa suas roupas. Quando você fotografa em Preto e Branco, você fotografa suas almas”.

Eu li essa frase na internet, não sei quem foi o autor dela (se alguém souber, por favor comenta ali embaixo), mas carrego ela muito comigo. Sorrisos espontâneos, momentos decisivos, lágrimas, etc, no geral me encantam muito em P&B. Acho que as cores formam boas imagens, mas o Preto e Branco enfoca os sentimentos e expressões!

KLARCK, FOTOGRAFIA, WEDDING, CASAMENTO, NOIVAS, LOVE-300.jpg

2. Cores fortes e vivas não devem ficar escondidas!

Gosto muito das cores primárias e secundárias, principalmente o azul e o amarelo. Do meu ponto de vista, uma foto com um sol forte, com um flare incrível, não deve ficar no preto e branco. Principalmente quando temos a predominância de uma cor, como o azul (céu) , verde (natureza) ou amarelo (sol).

KLARCK, FOTOGRAFIA, WEDDING, CASAMENTO, NOIVAS, LOVE-91.jpg

Mas esse conceito esconde uma “pegadinha”, acho importante adicionar isso. Quando temos uma cor predominante, mas tons diversos, as vezes é melhor colocar em preto e branco. Por exemplo, às vezes vamos fotografar em alguma zona rural, e tem muitas árvores. Amo árvores, elas ficam lindas – se forem todas iguais. Mas daí no fundo temos uma série de árvores, uma figueira, uma amoreira, um eucalipto, etc. Cada uma dessas árvores tem um tom diferente de verde. No meu ponto de vista isso mais distrai e polui a imagem do que encanta. Quando é possível, eu nivelo o tom de todas na pós-produção para ganhar uma predominância uniforme da cor , neste caso o verde. Mas quando não dá, preto e branco cai bem melhor.

 

[mc4wp_form id=”1058″]

 

3. Fotos alegres se encaixam com cores, mas o drama do P&B é incrível!

Na foto abaixo, fiz um efeito com uma taça na frente da lente. Procurei acrescentar bastante cores e vivacidade na foto. Mesmo sendo uma pose simples, com um fundo escuro (um tom, teoricamente, dramático), as cores dão vida a foto. Essa foto em preto e branco não teria graça! O elegante dela é a composição de cores vivas e fortes. Se todas as luzes fossem todas as cores do espectro (brancas), talvez caísse bem um PB – mas não gostaria de perder o azul ou o amarelo desta imagem por nada!

KLARCK, FOTOGRAFIA, WEDDING, CASAMENTO, NOIVAS, LOVE-85.jpg

Por outro lado, quando queremos acrescentar certo drama ou curiosidade, o PB fica incrível. O preto e branco confere também certa atemporalidade para as fotos. Existem cores que são consideradas como passageiras. Não estou falando de edição, e sim de cores. Por exemplo, tem um tom de rosa que é muito associado aos anos 20, 30 e 40. Todo filme de época as moças usam aquele tom de rosa. Mas o preto e branco não tem como – ele é atemporal, e isso é incrível.

KLARCK, FOTOGRAFIA, WEDDING, CASAMENTO, NOIVAS, LOVE-303.jpg

4. Uma sequência de fotos precisa de respiro.

Quem diagrama seus próprios álbuns, ou entende um pouco de diagramação, sabe que uma coisa muito importante é o respiro em uma sequência. Em tudo precisamos de respiro. Revistas de moda acrescentam páginas em branco para dar respiro. Entre refrão e estrofe de uma música tem o respiro da voz do cantor ou até de certos instrumentos. Filmes usam fade de tela preta para dar respiro. Acho importante numa sequência de imagens, darmos esse respiro por meio do PB. Muitas vezes fazemos fotos semelhantes, mas na qual decidimos entregar ambas para o cliente. Nesse caso, gosto de colocar uma delas em PB. Eu imagino o cliente olhando foto por foto, e por isso gosto de, tempos em tempos, acrescentar um PB. Então, acabo entregando duas fotos, como as abaixo – a sorrindo, alegre, viva em cores, e a mais séria, elegante, fechada em PB.

9

10

 

Continue no Blog:

 

 

5. E o que dizer do Sépia?

O sépia é algo muito pessoal, e, já que estou falando minha opinião aqui, vou falar o que eu penso. Tudo bem se você discordar, não existe verdade absoluta. Mas eu penso o seguinte: fotos coloridas tem cores, fotos em preto e branco não tem cores. O sépia não é nem algo colorido, nem algo preto e branco. É indefinido, e essa indefinição não nos garante seu futuro. Ele já veio e já voltou várias vezes. Talvez para um post no Instagram que é temporário, possa cair bem; mas um registro eterno de um casamento – prefiro a vivacidade da cor ou a atemporalidade do preto e branco!

KLARCK, FOTOGRAFIA, WEDDING, CASAMENTO, NOIVAS, LOVE-107.jpg

 

E você? Quais critérios usa para definir se uma foto vai ser em PB ou colorido? Comente ali embaixo!