Preto e Branco ou Foto Colorida?

Preto e Branco ou Foto Colorida?

abril 8, 2018 3 Por Klarck Lansing

Em geral, nos grupos de fotografia do Facebook, a pergunta que mais surge é essa: Qual escolho: preto e branco ou colorido?

 

Na verdade, responder isso é muito difícil. É quase impossível ter unanimidade. No começo eu ia no bom e velho “achômetro”, mas por observar outros fotógrafos, meu estilo de fotografar, minha linguagem e filosofia, comecei a planejar melhor.

 

Por minha natureza, eu sou uma pessoa muito de “porquês”.
Acredito que tudo tem que ter uma razão, que pode ser factual –
verdade absoluta (1+1 é 2. Ponto final, não tem discussão)
ou pode ser conceitual (velha história –um copo de água
pela metade está meio cheio ou meio vazio?).

 

Então comecei a criar as minhas verdades absolutas e os meus conceitos. Criei um conceito para decidir se uma foto vai ser colorida ou não, nem sempre sigo ele as riscas, mas é o que me ajuda a decidir. Antes de falar sobre estes conceitos, duas coisas que gostaria de mencionar: fotografo em RAW com modo de utilizador P&B com contraste no máximo e todos os meus P&B tem a “mesma configuração”, mesma escala de cinzas, mesma gama de branco e pretos, mesma profundidade de pretos, etc. Isso me ajuda a imaginar e entender melhor as cores e a luz.

Vamos as dicas:

 

1. “Quando você fotografa colorido, você fotografa suas roupas. Quando você fotografa em Preto e Branco, você fotografa suas almas”.

Eu li essa frase na internet, não sei quem foi o autor dela (se alguém souber, por favor comenta ali embaixo), mas carrego ela muito comigo. Sorrisos espontâneos, momentos decisivos, lágrimas, etc, no geral me encantam muito em P&B. Acho que as cores formam boas imagens, mas o Preto e Branco enfoca os sentimentos e expressões!

KLARCK, FOTOGRAFIA, WEDDING, CASAMENTO, NOIVAS, LOVE-300.jpg

2. Cores fortes e vivas não devem ficar escondidas!

Gosto muito das cores primárias e secundárias, principalmente o azul e o amarelo. Do meu ponto de vista, uma foto com um sol forte, com um flare incrível, não deve ficar no preto e branco. Principalmente quando temos a predominância de uma cor, como o azul (céu) , verde (natureza) ou amarelo (sol).

KLARCK, FOTOGRAFIA, WEDDING, CASAMENTO, NOIVAS, LOVE-91.jpg

Mas esse conceito esconde uma “pegadinha”, acho importante adicionar isso. Quando temos uma cor predominante, mas tons diversos, as vezes é melhor colocar em preto e branco. Por exemplo, às vezes vamos fotografar em alguma zona rural, e tem muitas árvores. Amo árvores, elas ficam lindas – se forem todas iguais. Mas daí no fundo temos uma série de árvores, uma figueira, uma amoreira, um eucalipto, etc. Cada uma dessas árvores tem um tom diferente de verde. No meu ponto de vista isso mais distrai e polui a imagem do que encanta. Quando é possível, eu nivelo o tom de todas na pós-produção para ganhar uma predominância uniforme da cor , neste caso o verde. Mas quando não dá, preto e branco cai bem melhor.

 

 

3. Fotos alegres se encaixam com cores, mas o drama do P&B é incrível!

Na foto abaixo, fiz um efeito com uma taça na frente da lente. Procurei acrescentar bastante cores e vivacidade na foto. Mesmo sendo uma pose simples, com um fundo escuro (um tom, teoricamente, dramático), as cores dão vida a foto. Essa foto em preto e branco não teria graça! O elegante dela é a composição de cores vivas e fortes. Se todas as luzes fossem todas as cores do espectro (brancas), talvez caísse bem um PB – mas não gostaria de perder o azul ou o amarelo desta imagem por nada!

KLARCK, FOTOGRAFIA, WEDDING, CASAMENTO, NOIVAS, LOVE-85.jpg

Por outro lado, quando queremos acrescentar certo drama ou curiosidade, o PB fica incrível. O preto e branco confere também certa atemporalidade para as fotos. Existem cores que são consideradas como passageiras. Não estou falando de edição, e sim de cores. Por exemplo, tem um tom de rosa que é muito associado aos anos 20, 30 e 40. Todo filme de época as moças usam aquele tom de rosa. Mas o preto e branco não tem como – ele é atemporal, e isso é incrível.

KLARCK, FOTOGRAFIA, WEDDING, CASAMENTO, NOIVAS, LOVE-303.jpg

4. Uma sequência de fotos precisa de respiro.

Quem diagrama seus próprios álbuns, ou entende um pouco de diagramação, sabe que uma coisa muito importante é o respiro em uma sequência. Em tudo precisamos de respiro. Revistas de moda acrescentam páginas em branco para dar respiro. Entre refrão e estrofe de uma música tem o respiro da voz do cantor ou até de certos instrumentos. Filmes usam fade de tela preta para dar respiro. Acho importante numa sequência de imagens, darmos esse respiro por meio do PB. Muitas vezes fazemos fotos semelhantes, mas na qual decidimos entregar ambas para o cliente. Nesse caso, gosto de colocar uma delas em PB. Eu imagino o cliente olhando foto por foto, e por isso gosto de, tempos em tempos, acrescentar um PB. Então, acabo entregando duas fotos, como as abaixo – a sorrindo, alegre, viva em cores, e a mais séria, elegante, fechada em PB.

9

10

 

Continue no Blog:

 

 

5. E o que dizer do Sépia?

O sépia é algo muito pessoal, e, já que estou falando minha opinião aqui, vou falar o que eu penso. Tudo bem se você discordar, não existe verdade absoluta. Mas eu penso o seguinte: fotos coloridas tem cores, fotos em preto e branco não tem cores. O sépia não é nem algo colorido, nem algo preto e branco. É indefinido, e essa indefinição não nos garante seu futuro. Ele já veio e já voltou várias vezes. Talvez para um post no Instagram que é temporário, possa cair bem; mas um registro eterno de um casamento – prefiro a vivacidade da cor ou a atemporalidade do preto e branco!

KLARCK, FOTOGRAFIA, WEDDING, CASAMENTO, NOIVAS, LOVE-107.jpg

 

E você? Quais critérios usa para definir se uma foto vai ser em PB ou colorido? Comente ali embaixo!