Porquê as pessoas ficam decepcionadas com câmera nova

Porquê as pessoas ficam decepcionadas com câmera nova

maio 10, 2018 1 Por Klarck Lansing

Está pensando em comprar uma nova câmera? Nossa equipe de redação separou uma lista com 5 decepções mais comum para o fotógrafoa de primeira viagem!

1) Não conseguir usar determinado recurso

O vendedor da loja, com suas motivações mais puras, mostra mil e uma função do brinquedo novo. Dupla exposição, foco manual, slowmotion, timelapse, etc.

 

Daí o novo aspirante a fotógrafo chega em casa, e mal consegue acionar o flash. São tantos botões e tantas funções mas não consegue nem faz o básico.

 

É verdade que as câmeras cada vez tem uma tecnologia mais avançada. Isso é muito bom, mas da mesma forma, quem usa elas tem que se atualizar.

 

Para fazer valer a pena o investimento ao máximo, conhecer e usar todos os recursos de sua câmera é importante. Muitos até trocam de equipamento e mal sabiam que poderiam ter o mesmo resultado com o equipamento antigo.

A solução? Estude fotografia!

 

2) Continuar fazendo fotos medianas

Em pleno século 21 tem gente ainda que acha que equipamento faz o fotógrafo. Daí a pessoa vai lá, compra um celular ou câmera melhor e acha que suas imagens vão automaticamente ficarem boas. Um bom motorista dirige bem qualquer carro! Se você entender de fotografia, a câmera vai diferenciar apenas a qualidade da imagem e da impressão. A qualidade da foto é proporcional a habilidade do fotógrafo.

Fotografia criativa da noiva com luzes

Foto de Klarck Lansing, premiada na Bride Awards 2015

É verdade que mais recursos facilitam a fotografia e o dia-a-dia do fotógrafo, mas não são essenciais. No passado os grandes fotógrafos usavam câmeras que hoje são ultrapassadas, mas mesmo assim poucos se comparam a Cartier-Bresson, Robert Capa ou Ansel Adams.

A solução? Estude fotografia!

 

 

3) Peso e tamanho

Geralmente, quem está iniciando na fotografia acaba comprando os maiores equipamentos por acharem que serão os melhores. E é verdade que algumas câmeras e lentes são cheias de recursos e funções, e acabam se tornando grandes e pesadas. Pense carregar 2kg ou mais de equipamento em uma viagem ou passeio.

 

Pode acabar se tornando um transtorno. Grandes fotógrafos utilizam para trabalhar muitas vezes um equipamento pequeno e prático, pois sabem extrair o máximo dele. As vezes, você pode fazer algo muito melhor com um equipamento mais simples.

adult-blur-camera-225227.jpg

Cada vez mais o mercado das câmeras mirrorless cresce. Elas são leves e compactas e não perdem para as DSLR de ponta.

A solução? Estude fotografia!

 

4) O superzoom da câmera fica em péssima resolução

Talvéz você ja tenho visto algum video ou gif do poder de zoom de algumas câmeras, principalmente das semi-profissionais. O que acontece é que a qualidade dessas câmeras, depois de uma certa distância focal começa a reduzir drásticamente. Muitos se frustram por isso.

O que na verdade acontece é que a maioria das pessoas não sabem que existem dois tipos de zoom: o zoom digital e o zoom óptico. Podemos comparar o zoom óptico com um binóculos. O jogo de espelhos e esferas ópticas transforma a lente numa espécie de telescópio e podemos fotografar a grandes distâncias sem perda. Mas esse zoom tem um limite. Quando acaba o limite desse zoom “verdadeiro”, começa o zoom “falso” – o digital.

 

Ele simula um zoom maior, mas é como quando abrimos uma imagem no celular e damos zoom. Os pixeis pequenos cada vez se tornam maior e maior, por isso vamos perdendo resolução.

 

Para evitar esse tipo de problema, você já sabe a solução né? Estude fotografia!

 

 

Conclusão: o que faz o fotógrafo não é a câmera, mas como ele usa seu equipamento. Pesquise e entenda sobre câmeras antes de comprar.